terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Eleições 2008: teve ou não compra de votos?


Toninho Mota (ao lado) e João Izael



As eleições municipais de 2008 ainda vão render muito. Pelo menos na terra em que nasceram Drummond e a Vale, e onde se cometem muitas maracutaias com dinheiro público. O radialista Jota Santos, que foi candidato a vereador pelo PTB, pôs-se a falar, não propriamente em programas de rádio, mas na avassaladora WWW, internet ou qualquer outra designação que se queira dar.

Após as eleições a coligação que sustentou a candidatura de Damon de Sena (PV - prefeito) e de Alexandre Banana (PT - vice) entrou com quatro processos na Justiça Eleitoral contestando a derrota, denunciando fraudes, inclusive compra de votos. Por toda a cidade comenta-se que foi uma prática generalizada. Ouve-se isso nas esquinas, nos botecos, no breu das tocas e até nas alcovas, como poderia alguém cantar. Só que a coligação de Damon não divulga para a cidade o andamento dos processos. O cidadão comum não sabe se continuam tramitando, se já foram perdidos, se estão aqui ou acolá.

José Francisco Silva, ex-presidente do PT local, disse-nos recentemente: “Acho que só resta um processo ainda, os outros já perdemos”. Já o Jadirão, presidente do PV itabirano, disse que as quatro ações ainda estão em curso, na segunda instância, mas que telefonássemos ao advogado da coligação para confirmar. (!!!!!) Nem fizemos isso nem consultamos o sítio do TRE na internet. A “oposição” a João Izael que informe aos seus eleitores, ora bolas.

Em contato com este blogueiro, o radialista Jota Santos contou de conversa que manteve pouco após as eleições com Toninho Mota - ouvidor da prefeitura nos governos de Ronaldo Magalhães (PSDB) e de João Izael (PR) –, no seu gabinete na Prefeitura, que foi gravada. E que, revelou, dizia respeito a valores “não contabilizados” que teriam entrado na campanha à reeleição de João Izael e de candidatos a vereador de sua base. Em entrevista falou sobre o caso, e passou cópia da conversa com o ex-ouvidor, cujo áudio está AQUI disponível para apreciação dos visitantes. E até do Ministério Público.

Blog – Jota Santos, você foi candidato a vereador pelo PTB, em 2008. Você recebeu dinheiro “não contabilizado” para promover a famosa carreata da coligação que apoiou João Izael, pouco antes das eleições?

Jota Santos – Os candidatos receberam R$ 250,00 para que colocássemos combustível para promovermos a carreata, para fazer uma manifestação cuja proposta seria fazer com que João Izael fosse reeleito prefeito.

Blog - Além desse valor vocês teriam recebido mais R$ 1.000,00 das mãos do ouvidor da prefeitura itabirana, Toninho Mota. Isso ocorreu?

Jota Santos – Ele mesmo passou aos candidatos do nosso partido, é uma coisa muito séria, mil reais...

Blog – E todo esse dinheiro recebido não foi legal, declarado?

Jota Santos – Não, não, não! Não teve prestação de contas, foi por debaixo dos panos.

Blog – Vocês não assinaram nada?

Jota Santos – Não, não, ninguém assinou nada, não houve prestação de contas.

Blog – E qual seria a destinação desse dinheiro, dos R$ 1.000,00?

Jota Santos – Olha, Luiz Antônio, no que passa pela minha cabeça seria para que puséssemos os eleitores do candidato João Izael, né...a reeleição...

Blog – Esse dinheiro foi passado em que mês? Setembro?

Jota Santos – Olha, antes das eleições. Mas, o Ronildo Andrade, presidente do PTB, tentou dar um cano de R$ 500,00.

Blog – Como foi isso?

Jota Santos – Ele tinha que passar mais mil reais pros candidatos, mas só passou R$ 500,00. E eu só recebi os outros quinhentos na casa do Toninho Mota, ouvidor da prefeitura, depois das eleições.

Blog – E os primeiros quinhentos dessa remessa vocês receberam quantos dias antes das eleições?

Jota Santos – Uns três dias antes. Mas, o Ronildo Andrade tentou ficar até com os meus R$ 250,00 que o João Izael mandou pra gente para colocar o combustível pra carreata. Ele tentou dar o cano na gente, esta é a verdade. O Toninho Mota sabe de tudo que aconteceu.

Blog – E como conseguiu receber esses R$ 500,00 restantes?

Jota Santos – Eu estive lá na prefeitura conversando com Toninho Mota, depois das eleições. Aí marcamos de ir à casa dele, pra receber esses últimos quinhentos.

Blog – Você foi lá e recebeu?

Jota Santos – É, recebi. Inclusive, nós tivemos uma reunião no Sindicato dos Rodoviários, certo, depois das eleições. O prefeito João Izael deveria estar presente, mas não esteve. Mas, o Cácio Guerra (vice-presidente do DEM em Itabira) estava, e o irmão do João Izael também.

Blog – O que aconteceu lá?

Jota Santos – Eu botei o pau pra quebrar, porque o Ronildo Andrade ficou com quinhentos reais meus. O Toninho Mota tinha mandado o dinheiro todo pelo Ronildo antes das eleições, e eu só recebi esses quinhentos das mãos do Toninho, na casa dele, depois das eleições.
.
Contatado pelo blog Cácio Guerra não quis dar declarações. Também tentamos fazer contato com Sebastião Campos, Tião Batata, ex-secretário de Governo de João Izael, através de telefonema para seu escritório de contabilidade, atendido por uma funcionária, e não houve retorno. É incompreensível isso. Ambos foram citados, a questão é grave, de absoluto interesse público e não pode ficar sem ser totalmente esclarecida.

18 comentários:

Anônimo disse...

Isso aí Luiz... boca no trombone mesmo!!! Sorte no blog, estarei com vc amigo!

Paulo

Anônimo disse...

Uau!!!!! Puta que pariu. Cadê a Federal, cadê a polícia Federal???

Anônimo disse...

e eles vão fazer como sempre? vão ficar iguais avestruz? os jornais deles vão falar nada não? vão conttinuar contando só historinhas bonitinhas?

Claudio Augusto disse...

Luiz,
Vá em frente. Itabira virou uma terra sem lei. O que há de pior na politica está aqui. A sociedade espera por mudanças. Felizmente existe a imprensa séria (aquela que não se vende e nem defende interesses de mafiosos), como o Mosaico, O Trem, o blog Filhos do Cauê...

Anônimo disse...

Luiz; no ano passado na eleição João izael quiz enganar a população na televisão falando que a polícia Federal tinha devolvido os documentos da operação joão de barro.O Mosaico entrevistou a delegada da polícia Federal que esteve na operação em Itabira e desmentiu o prefeito mentiroso. foi crime eleitoral e a promotora Nidiane Andrade fêz o quê? Até onde eu sei ela não fêz nada. Será que com essa gravação agora o Min istério Publico vai fazer o quê? To mandando anonimo porque a gente sabe das persseguições politicas em Itabira. Me desculpe

Anônimo disse...

- O que mais a promotoria pública de Itabira precisa para entrar no caso?
- Será que a promotoria pública de Itabira ainda não sabe dessa gravação?
- Por muito menos, prefeitos foram cassados em todo Brasil.
- Será que "forças ocultas", "cuecas recheadas", "cargos de confiança" ou "promoções por bons serviços prestados à comunidade" estão dificultando o "tato" da justiça em Itabira, tendo em vista que a mesma é cega?
- Mistérios...

Anônimo disse...

- Eu acho que o "João Izael" não sabia de nada...
- Eu acho que o "Toninho Mota" não se lembra de ter tido conversa com o "Jota Santos"...
- Eu acho que o "Ronildo" não ocultou "Capilé" de ninguém...
- Eu acho que o "Sebastião" é puro de coração...
- Tudo bem que a "batata" deste governo está assando, mas, é preciso muita seriedade neste caso... Afinal, o "Paulo Maluf", nunca soube e nunca participou de corrupção em seu governo. Ah! aquela assinatura, também ficou provada que não é dele.

Anônimo disse...

Satyagraha neles
Buluta 27/12/2009 20:40
buluta_ramos@hotmail.com


Gestão de João Izael(PR): Oligarquia, Burocracia, CLEPTOCRACIA, plutocracia dentre vertentes como tráfego de influência, nepotismo, falta de vergonha na cara e desrespeito com o povo itabirano! Satyagraha neles!

Anônimo disse...

Descalabros da Prefeitura de Itabira
Edilson Lopes 28/12/2009 20:45
apotekisto@gmail.com


A imobilidade prolongada de algum membro pode causar o que na medicina se chama de parestesia. Acho que o que acontece hoje com o Itabirano é mais ou menos parecido com isso. Na política de nossa cidade, há uma sensação de formigamento diante dos abusos que vem ocorrendo nos últimos 9 anos, mas nada de restabelecimento da circulação normal para interromper esta parestesia. Pipocam no Mosaico, n'O Trem, no www.lestemais.com.br e em outros parcos meios de comunicação algum protesto, mas ainda não conseguimos restabelecer a ordem moral da cidade. Infelizmente.

Anônimo disse...

- Itabira tem o governo que merece, ou seja, que escolheu através do voto direto.
- No mais, um povo que tem "João Grande" como o vereador mais votado da cidade, tá reclamando de quê?

Anônimo disse...

2000 - R. Magalhães (João Izael),
2004 - João Izael (R. Chaves),
2008 - João Izael (R. Chaves),
2012 - R. Magalhães (R. Chaves),
2014 - R. Magalhães (R. Chaves),
2016 - João Izael (R. Chaves),
- Se não morrerem...
- Se a oposição não se unir...
"Grupão para sempre".

Anônimo disse...

Tem uma coisa errada. Hoje desde 13 horas estou tentando escutar o áudio da conversa e não consigo. tentei até na página do CNI que me falaram e que é nacional e não deu certo. a reportagem aparece mas o áudio não. O provedor que eu uso é a Valenet. Fica só carregando e não carrega nunca ou aparece que tá com problema de conexão,, eu testo e não tem nenhum. Saí de casa e fui na casa de um amigo que o provedor é Oi Velox. Não teve problema nenhum, abriu tudo. Conversei com mais outras pessoas e elas também falaram o mesmo. Não entendo de internet; só gostaria de saber porque tá danddo problema na Valenet que é uma firma de Itabira. Será que aí tem coisa???

Anônimo disse...

Meu amigo, os serviços da Valenet são caros para uma qualidade que deixa demais a desejar. Eu também não consigo escutar o áudio da gravação na prefeitura. Tá muito estranho, estranho, estranho demais. Na cidade há rumores de que Celso Matosinho, Ronaldo Magalhães, Roberto Chaves e mais alguns ligados ao governo são sócios lá. E que ela já é a carta marcada para ganhar a concorrência da banddda larga em Itabira. Aquela que Joao Izael prometeu e não cumpriu até hoje. E não dá mesmo pra ouvir o áudio pelo provedor Valenet.

Anônimo disse...

Uma sugestão para os amigos navegantes: Não usem mais os serviços da Valenet. Assim como se compra produtos com certificado de origem (observância ao ecosistema, ao trabalho infantil, etc..), vamos instituir em ITABIRA mais uma exigencia de qualidade, ou seja, a qualidade moral: produtos ou serviço de empresas HONESTAS, constituidas com dinheiro HONESTO e de acionistas HONESTOS.

Anônimo disse...

Pessoal, achei fantástica a idéia dos produtos com qualidade moral. Que tal instituir um selo alusivo e estampar nos jornais sérios, com o objetivo de "abrir o olho" do cidadão, para evitar que ele venha adquirir produtos e serviços de empresas "subsidiadas" por uma parte da grossa arrecadação da Prefeitura de Itabira?
Outro ponto: Os empresários Itabiranos sérios, sem ligações incestuosas com a administração publica, deveriam começar a direcionar as suas propagandas para os jornais que não são "chapa branca". Estes pouquíssimos jornais são os que realmente defendem os interesses de Itabira. Alem de ser "moralmente correto", irá gerar uma exposição dos seus produtos ou serviços muito mais sólida perante a sociedade. Desta forma, estaríamos tirando o oxigênio dos jornalecos, que utilizam o dinheiro publico de modo duvidoso (de tão conhecidos que são, não precisa nem de dar exemplos). Utilizar os verdadeiros jornais para mídia promocional, em detrimento de usar os conhecidos “chapas branca” será uma verdadeira ação cidadania, ou seja, de responsabilidade social.

Anônimo disse...

- Promocional Propaganda e CPA Propaganda fazem troca-troca com a Câmara e Prefeitura. Será que no estado de Minas só existem as duas competentes? Tem cheiro de maracutaia no ar...

- Um "ex-secretario" de obras "gui tava" "quebradinho da silva", hoje tá ostentando "sem vergonha" alguma o que defraudou do erário público. Tá comprando a cidade toda. E, ainda esnoba que Itabira está à venda... Ele apenas compra por que pode.

- Será que o ministério público não percebeu o enriquecimento ilícito dessa turma?
- Será que as autoridades da cidade estão todas na caderneta do mensalinho itabirano?

Rafael disse...

Pagamos muito caro pelos Judas que se venderam na última campanha. O poder emana do povo e para o povo. Itabira é um Haiti em desastre moral. Talvez jamias a recuperaremos. Alírio Oliveira.Editor do jornal VOX.

Anônimo disse...

JORNAL ESTADO DE MINAS
QUINTA-FEIRA - 04/02/10
_______________________
MATÉRIAS DA CAPA:

1) JUATUBA - CPI APONTA GASTO IRREGULAR COM FESTA DE ANIVERSÁRIO.

2) MARIANA - JUSTIÇA CASSA PREFEITO E VICE POR COMPRA DE VOTOS.
________________________

EM ITABIRA O ESQUEMA É AINDA MAIOR E MAIS VISÍVEL. A DIFERENÇA É QUE A CÂMARA MUNICIPAL DE JUATUBA INSTAUROU UMA CPI, O MESMO NÃO VAI ACONTECER EM ITABIRA. PORQUÊ? POR QUE OS VEREADORES SÃO TODOS DO ‘GRUPÃO’.
_____________________
JÁ EM MARIANA A COMPRA DE VOTOS SE REFERE À "PROMESSA AOS PROFESSORES CONTRATADOS SEM CONCURSOS DE MANTÊ-LOS EMPREGADOS CASO FOSSE ELEITO" PREFEITO EM OUTUBRO DE 2008.
EM ITABIRA O CASO É AINDA MAIS GRAVE. O ‘GRUPÃO’ ALÉM DAS CENTENAS DE PROMESSAS, TEVE DENÚNCIAS DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, CESTAS BÁSICAS, DENÚNCIAS DE DINHEIRO AOS ELEITORES, GRAVADO, FILMADO E DENUNCIADO À JUSTIÇA ELEITORAL QUE NÃO VIU NADA DE IRREGULAR, E, EM CONTRA PARTIDA, REJEITOU AS PRESTAÇÕES DE CONTAS DA VÍTIMA (DAMON) QUE NO MOMENTO ESTÁ INELEGÍVEL ATÉ 2012. TEM AÍ ATÉ DENÚNCIA DE FINANCIAMENTO DESCARADO DE CANDIDATOS A VEREADORES.
________________________
TAMBÉM EM MARIANA, O ANTECESSOR FOI PUNIDO EM DEVOLVER 240 MIL REAJUSTADO DESTE 2006, MAIS MULTA DE DUAS VEZES O VALOR DO DESVIO DE RECURSOS DO MUNICÍPIO UTILIZADO PARA VEICULAÇÃO DE MATÉRIAS PARA SE AUTO PROMOVER. AINDA, ESTÁ INELEGÍVEL A CARGOS ELETIVOS ATÉ 2016.
_____________________________
ITABIRA PRECISA DE INTERVENÇÃO FEDERAL URGENTEMENTE!!!